quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Chegar, puxar papo e conquistar são dons pessoais, e não tem nada a ver com ser homem ou mulher. É ridículo determinar que o papel do homem é chegar na mulher, puxar o papo e conquistar, pois isso é machista.
As cotas para negros são sim um meio de discriminá-los e excluí-los. Afinal, capacidade para entrar numa universidade não se define por cor de pele.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Existem pessoas que confundem viver com existir. São duas coisas completamente distintas.

domingo, 19 de novembro de 2017

Antes a honestidade e a decência do que graduação e outros títulos a mais no currículo. O que vale em uma pessoa é o caráter e não a instrução.


Fazer atividades em comum ou ter os mesmos interesses não garante construção de laços nem faz vínculos afetivos.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Quem rotula é gente insensível, desumana e nada empática. Afinal, os rótulos colocados são puro desrespeito.

Ninguém tem direito de chamar um cara de gay e outras formas similares por ele ser delicado, gostar de ajudar em casa e fazer tarefas do lar.